AS NOVAS METODOLOGIAS DE ENSINO E A FORMAÇÃO DOCENTE

Maria Deuceny da Silva Lopes Bravo Pinheiro, Alfredo Bravo Marques Pinheiro

Resumo


A contemporaneidade nos invoca para um olhar diferenciado para a escola, exigindo novas concepções desse espaço e do processo educativo, acompanhadas por fundamentos teóricos, desenvolvidas por intelectuais que lutam por uma política pública que ultrapasse o discurso, e que possibilitem conceber esse outro formato de sistema educativo que vem sendo desenhado. Buscam com isso, fortalecer não somente o discurso, mas a prática para uma educação mais sustentável. Nesse contexto, o presente artigo faz uma reflexão sobre a configuração da escola atual, destacando a necessidade se novas metodologias de ensino e de um projeto educativo arrojado, com num sólido compromisso entre os distintos atores que compõem o território onde a escola está inserida. Finaliza fazendo uma reflexão das teorias pedagógicas apresentadas por Bertran; Valois (1994), sobre projeto educativo e nos estudos de Garcia (1992, 1999), Tardif (2002), Anastasiou; Alves (2004), Perrenoud (2000, 2002) e Zabalza (2004, 2007) sobre  a docência e a formação docente. Pautado nesses autores, destacamos a importância do professor começar a (re)pensar em suas próprias ações, em suas práticas no cotidiano em sala de aula, enfatizando o papel da formação continuada para seu aprimoramento profissional. Esperamos que o presente estudo suscite reflexões que  colaborem  com a construção dos projetos educativos locais e para a  formação docente, com metodologias que  aproximem mais o discurso da prática docente.

Palavras-chave


Projeto Educativo; Teorias Pedagógicas; Metodologias de Ensino; Formação Docente.

Texto completo:

PDF

Referências


ANASTASIOU, L. C. Ensinar, aprender, apreender e processos de ensinagem. Joinville: UNIVILLE , 2004

ANASTASIOU , L.G. C; ALVES, L. P. (Orgs.). Processos de ensinagem na universidade:pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. Joinville: UNIVILLE, 2004.

ARENDT, H. A condição humana. 10. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária. 2007.

BERTRAND, Y. Teorias contemporâneas da educação. 2.ed, Lisboa Portugal:

Instituto Piaget, 2001.

BERTRAND, Y. e VALOIS, P. Paradigmas educacionais: escola e sociedades. Lisboa: Instituto Piaget.1994.

BIDARRA, M. G.; BARREIRA, C.; VAZ-REBELO, M.; MONTEIRO, F.; ALFERES, V. Percepções de docentes e estudantes face à avaliação das aprendizagens no ensino superior: análises preliminares das respostas ao questionário AVENA. In P. Membiela, N.Casado, & M.I Cebreiros (Eds.). Investigaciones en el contexto universitario actual /

investigacións no contexto universitario actual (Ourense: Educación

Editora. 2014. pp. 727-730.

BOBBIO, N. O futuro da democracia. Lisboa: Publicações Dom Quixote. 1988.

DENNICK, R. (2015).Theories of learning: constructive experience. In: D. Matheson. (ed.) Na introduction to the study of education New York: Routledge.

Piaget, J. Structuralism. New York: Basic Books. p 36-63,2015, 1970.

DEWEY, J. Democracy and e educacion. New York: Dover Publitions. Inc., 2004.

ERAUT, M. Developing professional knowledge and competence. Londres: The Falmer Press.1995.

FERREIRA, A. G. . A difusão da escola e a afirmação da sociedade burguesa. Revista Brasileira de História da Educação, 9 jan./jun. 2005. Disponível em:

http://www.rbhe.sbhe.org.br/index.php/rbhe/article/view/185/193

FERREIRA, A. G.; MOTA, L. A formação de professores do ensino secundário em Portugal no século X. Revista de Educação PUC-Campinas, 18(1) 115-123, 2013.

FERRY, G. Le trajet de la formation. Paris: Bordas/Dunod. 1987.

GARCÍA, C. M. Formação de professores: para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora, 1999.

HANSOTTE, M. As inteligências cidadãs: como se adquire e inventa a palavra coletiva.Lisboa: Instituto Piaget, 2005.

NÓVOA, A. Formação contínua de professores: realidades e perspectivas. Aveiro: Universidade de Aveiro, 2002.

PERRENOUD, P. Dez novas competências para ensinar. Porto Alegre: Armed. 2000.

PERRENOUD, P. A prática reflexiva no ofício de professor: profissionalização e razão pedagógica. Porto Alegre: Armed, 2002.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2002.

UNDP. Human development report 2015 team.United Nations Development

Programme, New York, USA.2015.

VIGOSTSKY, L. S. El desarrollo de los procesos psicológicos superiores. Barcelona:Crítica, 1979.

PIAGET, J. Para onde vai à educação? Rio de Janeiro: José Olímpio, 2007.

UNESCO (2016). Educação para a cidadania global: tópicos e objetivos de aprendizagem. Brasília: UNESCO. Disponível em file:///C:/Users/global1/Downloads/244826POR(4).pdf

ZABALZA, M.A. (2007). Competências docentes del profesorado universitario: calidad y desarrollo profesional. Madrid: Narcea, 2007.

ZEICHNER, K. Alternative paradigms of teacher Educations. Journal of Teacher Education, 34 (3), 1-9, 1983.




DOI: https://doi.org/10.21576/pa.2020v18i4.1945

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Maria Deuceny da Silva Lopes Bravo Pinheiro, Alfredo Bravo Marques Pinheiro

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.